Resenha: Contos Peculiares (Ransom Riggs)

Minha nota: 
Nome: Contos Peculiares
Autor(a): Ransom Riggs
Editora: Intrínseca
Livro no Skoob

Quando falamos no mundo peculiar, não podemos deixar de pensar em suas aventuras mirabolantes ao longo da história. Eles sempre existiram, mas sempre precisaram fugir ou se esconder nas fendas temporais criadas pelas ymbrynes. Os peculiares são pessoas que possuem uma segunda alma, que é provida de um certo poder/dom e podem estar em qualquer lugar do mundo, inclusive você que está lendo isso pode ser um peculiar prestes a desabrochar.

Millard Nullings é fascinado em estudar o mundo peculiar. Sua criação foi feita principalmente no lar da srta. Peregrine, em sua fenda temporal no País de Gales. Por ser tão estudioso desse mundo ainda tão desconhecido pelos humanos comuns, Millard organizou em uma nova edição de Contos Peculiares, livro de contos de fadas muito conhecido pelas famílias dos peculiares há séculos, onde estão reunidos apenas alguns dos contos que o mesmo achou mais interessantes.

Há segredos nas entrelinhas dessas histórias que foram sendo modificadas ao longo do tempo. Sua veracidade é duvidosa, mas há sempre um caráter moral que nos faz refletir um pouco sobre o tema e a forma em que é abordado. Alguns dos contos contidos nessa edição já nos foram apresentados durante a narrativa da trilogia dos peculiares e também teve um ocultado, o que fala sobre a fenda perdida de Abaton.

Logo de abertura vem o conto intitulado Os esplêndidos canibais, que, por sinal, está na lista de um dos meus favoritos. Aqui encontramos uma aldeia um tanto peculiar, chamada Swampmuck, onde todos os moradores tem a peculiaridade de se regenerar quando perdem algum dos membros do corpo, com algumas exceções.

Em meio a isso, eles recebem, certo dia, a visita de estranhos que estão perdidos e famintos. Porém, esses estranhos não se alimentam da mesma comida que os aldeões. Eles são canibais e precisariam de carne humana para não morrer. É aí que, no decorrer da trama, esses canibais acabam sabendo da peculiaridade da aldeia e, assim, outros deles começam a aparecer.

Os canibais então oferecem dinheiro em troca de partes do corpo desses peculiares, afim de poderem ter alimento em abundância, coisa que até então não tinham. Esses canibais são providos de muita riqueza e eles não se importam de gastar na compra dessas partes humanas. Entretanto, isso acaba sendo uma coisa ruim para aqueles que deixam o dinheiro subir à cabeça. A ganância consegue modificar o ser humano de tal forma que nem imaginamos ser possível. E é disso que este conto trata, de como as pessoas estão se importando mais com a aparência do que com sua própria qualidade de vida.
Estavam satisfeitos, muito mais felizes por viver de barriga cheia em cabanas do que famintos em mansões.
O terceiro, chamado A primeira ymbryne, conta a história de Ymeene, a primeira ave com os poderes peculiares de manipular o tempo e criar fendas temporais da Grã-Bretanha. Na verdade ela não era um humano com poderes metamorfos, ela era uma ave que podia se transformar em humano.

Acompanhamos então a descoberta dos poderes dela e de como ela se sentia em relação a ter nascido em um corpo "errado" e a ser rejeitada ao ser descoberta que era diferente de todo o resto. Também conseguimos entender um pouco da história sobre as nossas queridas ymbrynes e como elas conseguiram derrubar o antigo conselho patriarcal do mundo peculiar e assumir o comando. Como não amá-las?

A mulher que era amiga de fantasmas também é um conto que me tocou bastante, pois ela mostra uma peculiar chamada Hildy que viveu sempre na companhia de sua irmã fantasma, que morrera quando criança. Depois que completou 18 anos, o espírito de sua irmã teve que deixá-la e isso a deixou completamente desamparada e desesperada para encontrar novos amigos fantasmas.

Mas nem tudo é como a gente acha que é, os fantasmas não eram obrigados a serem amigos dela. Isso a chateou um pouco, mas ela teve que seguir em frente. Nessa busca por espíritos que a achassem legal o bastante, ela descobre que talvez não fosse assim que as coisas acontecessem. Talvez ela não precisasse buscar, mas sim esperar que tudo acontecesse naturalmente.

Os outros contos são igualmente perfeitos e amaria falar de todos eles em algum momento, porém, por ora, preciso me limitar aos citados acima. Tenho um grande carinho por esse mundo criado por Ransom Riggs, pois é tão incrível e peculiar e, de certa forma, meu. Os contos são escritos com maestria e comentados por Millard o tempo todo com informações extras. Sem contar as ilustrações magníficas que abrem cada uma das histórias.

Da mesma forma que as edições da trilogia, a editora Intrínseca não deixou a desejar nessa edição, que ficou perfeita. A capa dura, a folha de rosto, a diagramação, as ilustrações e a impressão colorida são destaques nesse livro, além, claro, do seu conteúdo cativante e cheio de ensinamentos que podem ser levados pra vida toda. Maravilhosamente peculiar.

Compartilhe

Sobre Marlon Gonçalves

Tenho apenas 19 aninhos e ainda não li nem metade dos livros que quero ler na vida. Acho que é um mal que todos os leitores sofrem. Sou apaixonado por séries, amo escrever várias coisas: livros, poemas, contos, frases e textos para o Tumblr. Vida social? Escolhi não ter...
    Comentários Google+
    Comentários Facebook

0 comentários:

Postar um comentário