Resenha: Biblioteca de Almas

Minha nota: 
Nome: Biblioteca de Almas
Autor(a): Ransom Riggs
Editora: Intrínseca
Livro no Skoob

Partindo exatamente de onde Cidade dos Etéreos terminou, nesse último capítulo da jornada dos peculiares, eles agora estão em caminhos distintos. Após serem enganados pelo irmão metamorfo da srta. Peregrine, Jacob e Emma foram quase os únicos que conseguiram escapar dos acólitos que estavam infiltrados por toda parte na estação de trem da qual estavam tentando fugir.

Agora não mais apenas Alma Peregrine havia sido capturada, como também a maioria das crianças e todas as ymbrynes. Era quase o fim de qualquer vil esperança de derrotar a quantidade de acólitos e etéreos que estavam atrás dos que sobraram. Entretanto, Jacob está com seus poderes cada vez mais evoluídos e ele é a maior esperança de todas.

Seguindo os rastros farejados pelo cão peculiar, Addison, eles encontram um caminho que poderá levá-los para uma fenda sombria e distante do presente, que é onde eles estão no momento. Essa fenda, chamada Recanto do Demônio, é quase uma Deep Web do mundo peculiar, onde muitos fugitivos criminosos se escondem e onde seria um ótimo lugar para o experimento tenebrosos dos acólitos.

Confiar em alguém nesse novo lugar é algo altamente perigoso, pois só há destruição. A ambientação descrita é tão boa que eu consegui imaginar a miséria em que a cena se passava. Claro que as imagens são essenciais para a criação da aura fúnebre da história. Praticamente sozinhos, Jacob e Emma contam com a ajuda de Sharon, o barqueiro peculiar que não mostrava o rosto para quase ninguém, para serem guiados na nova fenda, além de outros que também queriam o declínio dos inimigos.
Há mais maldade no mundo peculiar do que apenas seus odiados acólitos. Um oportunista disfarçado de amigo pode ser tão perigoso quanto um inimigo declarado.
Porém, a desconfiança é algo que se deve ter como auto defesa quando se está numa fenda tão perigosa quanto aquela. Isso faz com que a lealdade de Sharon fique em dúvida, já que tudo está sendo dado com tanta facilidade. Na busca para salvar os peculiares dos acólitos, eles são levados para a casa de um homem chamado Bentham, que estava à espera de Jacob há algum tempo. Somos apresentados também aos ursos que faziam a proteção de ymbrynes, os urxinins, que são animais peculiares. Um deles é o guarda-costas de Bentham.

Na exploração da casa, os dois peculiares encontram vários artefatos históricos sobre o mundo peculiar. A casa é quase um museu. Além disso, existe uma lenda sobre uma fenda perdida, chamada Abaton, a biblioteca de almas. Abaton é uma fenda para onde iam as almas peculiares após a morte dos mesmos. E sempre que um novo nascia, ele pegava uma alma emprestada para devolvê-la antes de morrer. Mas essa fenda era inalcançável até que em um momento foi-se descoberto um caminho até ela. Peculiares loucos por poder guerrilhavam pelo controle da fenda, para dominar o universo peculiar. Entretanto, um certo dia, a fenda simplesmente desapareceu e nunca mais foi encontrada. Alguns ainda acreditavam na existência dessa fenda e é por isso que lutavam tanto para achá-la.

Depois da descoberta do covil dos acólitos, eles precisavam adentrar a fortaleza. Para isso, eles vão precisar da ajuda dos novos aliados que eles fizeram. Um deles é o senhor Bentham, cujo histórico é um pouco duvidoso. Com sua máquina maravilhosa, chamada de Polifendador, Jacob e Emma conseguiriam fazer coisas que jamais seriam consideradas normais no mundo peculiar. Enquanto eles penetravam cada vez mais na cova dos leões, precisavam ser ainda mais cuidadosos para não serem capturados.

Além disso, Jacob ainda está instável em relação ao seu verdadeiro dom peculiar. Ele acaba descobrindo que talvez seu dom seja ainda mais abrangente do que apenas ver e controlar etéreos, mas sim, algo além da crença peculiar. Ainda sobre a fenda perdida, a lenda diz que precisariam de três passos para alguém conseguir o controle dos vasos de almas contidos na biblioteca. Encontrá-la, usar as ymbrynes e o ponto final de tudo: eles precisavam de um bibliotecário. Mas que seres eram esses, capazes de manusear as almas da biblioteca?

A luta iminente chega e os peculiares precisam enfrentar os acólitos de qualquer forma, pois talvez eles não tivessem outra oportunidade na vida de destruí-los. Eles podiam não ter um exército de peculiares, por isso precisavam investir todas as suas fichas no nível de evolução dos poderes de Jacob.

Ele conseguiria usar os etéreos a seu favor? Quantos ele conseguiria controlar ao mesmo tempo? Um maravilhoso desenvolvimento gradativo aconteceu com esse personagem, o que me fez amar ainda mais essa trilogia. Não foi algo dado facilmente e resolvido da mesma forma. Após as tensões, veio então o resultado de tanta luta. Os acólitos e etéreos finalmente teriam um fim na história do mundo peculiar?

Pena que é o último livro da trilogia e eu não queria que acabasse nunca de tão bom. Diria que é o melhor livro da série e que suas explicações um pouco complexas dariam um pequeno nó nas cabeças daqueles que não são peculiares. A escrita de  Riggs está espetacular e o desenvolvimento da história não deixou nada a desejar. A Biblioteca de Almas está lá, só nos resta saber o que acontecerá, caso ela seja invadida...

Compartilhe

Sobre Marlon Gonçalves

Tenho apenas 19 aninhos e ainda não li nem metade dos livros que quero ler na vida. Acho que é um mal que todos os leitores sofrem. Sou apaixonado por séries, amo escrever várias coisas: livros, poemas, contos, frases e textos para o Tumblr. Vida social? Escolhi não ter...
    Comentários Google+
    Comentários Facebook

0 comentários:

Postar um comentário